A B c D E F G H

Servidores da Educação de Porto Grande denunciam falta de merenda e paralisam por três dias

Servidores da Educação de Porto Grande denunciam falta de merenda e paralisam por três dias
Nenhum comentário.
Paralisação foi deflagrada nesta segunda-feira (18). Funcionários também cobram regularização dos salários e reestruturação dos prédios escolares. Funcionários da Educação paralisação durante três dias em Porto Grande, município do Amapá Sinsepeap/Divulgação Servidores da Educação do município de Porto Grande, a 102 quilômetros de Macapá, deflagraram paralisação de três dias para cobrar merenda nas escolas, melhores condições de trabalho e regularização de salários. O ato teve início nesta segunda-feira (18). O G1 entrou em contato com a prefeitura de Porto Grande, que ficou de se posicionar ainda nesta segunda-feira. De acordo com a categoria, a falta de merenda nas escolas vem ocorrendo durante todo o primeiro semestre do ano, prejudicando os alunos. “A falta constante de merenda está insustentável. Os alunos estão sendo liberados mais cedo nos três turnos e não recebemos respostas do município. Essa situação está assim durante todo este semestre”, relatou o vice-presidente municipal do Sinsepeap em Porto Grande, Inaldo Souza. O representante do sindicato não soube informar o número de pessoas que participou do ato nesta segunda-feira, mas diz que a iniciativa contou também com a adesão de pais e alunos. Ato teve apoio de pais e alunos, segundo sindicato Sinsepeap/Divulgação Além da regularização da merenda, os profissionais reivindicam melhores condições de trabalho, repasse de material de limpeza para as escolas, manutenção e reforma dos prédios e pagamento dos salários em dia. De acordo com o calendário do município, o repasse deveria ser feito no 5º dia útil do mês, mas isso não vem ocorrendo, reclamam os funcionários. “A data não está sendo cumprida. Estamos recebendo nos 10, 15 ou 20. Não sabemos mais quando nosso salário vai cair na conta e está difícil nos programar para quitar as dívidas. O vencimento referente ao mês de maio ainda não recebemos”, disse Souza, que também é professor do ensino especial no município. A paralisação segue até a quarta-feira (20). Os manifestantes dizem que vão caminhar pelas ruas da cidade, com cartazes e gritos de ordem. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

Servidores da Educação do município de Porto Grande, a 102 quilômetros de Macapá, deflagraram paralisação de três dias para cobrar merenda nas escolas, melhores condições de trabalho e regularização de salários. O ato teve início nesta segunda-feira (18).

O G1 entrou em contato com a prefeitura de Porto Grande, que ficou de se posicionar ainda nesta segunda-feira.

De acordo com a categoria, a falta de merenda nas escolas vem ocorrendo durante todo o primeiro semestre do ano, prejudicando os alunos.

“A falta constante de merenda está insustentável. Os alunos estão sendo liberados mais cedo nos três turnos e não recebemos respostas do município. Essa situação está assim durante todo este semestre”, relatou o vice-presidente municipal do Sinsepeap em Porto Grande, Inaldo Souza.

O representante do sindicato não soube informar o número de pessoas que participou do ato nesta segunda-feira, mas diz que a iniciativa contou também com a adesão de pais e alunos.

Ato teve apoio de pais e alunos, segundo sindicato (Foto: Sinsepeap/Divulgação)

Além da regularização da merenda, os profissionais reivindicam melhores condições de trabalho, repasse de material de limpeza para as escolas, manutenção e reforma dos prédios e pagamento dos salários em dia.

De acordo com o calendário do município, o repasse deveria ser feito no 5º dia útil do mês, mas isso não vem ocorrendo, reclamam os funcionários.

“A data não está sendo cumprida. Estamos recebendo nos 10, 15 ou 20. Não sabemos mais quando nosso salário vai cair na conta e está difícil nos programar para quitar as dívidas. O vencimento referente ao mês de maio ainda não recebemos”, disse Souza, que também é professor do ensino especial no município.

A paralisação segue até a quarta-feira (20). Os manifestantes dizem que vão caminhar pelas ruas da cidade, com cartazes e gritos de ordem.

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

Amapá Macapá Porto Grande

Fonte:G1

TAGS

COMENTÁRIOS(0)

*Obs:Os comentários são de inteira reponsabilidade dos usuários, de acordo com os Termos de Uso.

ENCONTRE-NOS:+