A B c D E F G H

Estados Unidos impõem sanções à Rússia por ataque a ex-espião com Novichok na Inglaterra

Estados Unidos impõem sanções à Rússia por ataque a ex-espião com Novichok na Inglaterra
Nenhum comentário.
Governo norte-americano acusou Kremlin de violar leis internacionais de uso de armas químicas. Medidas contra a Rússia devem ser essencialmente comerciais. Policiais fazem guarda em frente ao restaurante em que Sergei Skripal e sua filha Yulia estiveram pouco antes de serem atacados Peter Nicholls/Reuters O Departamento de Estado dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira (8) que vai impor sanções ao governo da Rússia, de Vladimir Putin, pelo envenenamento do ex-agente russo Sergei Skripal e sua filha, Yulia. O incidente ocorreu em 4 de março, na Inglaterra, e ambos sobreviveram. A porta-voz do departamento, Heather Nauert, disse à Reuters que o governo da Rússia usou armas químicas ou biológicas "contra seus próprios compatriotas" e "violando a lei internacional". O governo russo nega as acusações. Saiba o que é o Novichok Yulia Skripal, filha do ex-espião russo Serguei Skripal, posa para foto durante entrevista no dia 23 de maio em Londres Dylan Martinez/Pool via AP As sanções começarão a ser aplicadas em 22 de agosto. De acordo com a emissora de televisão NBC, os EUA vão banir permissões para a exportação de bens importantes de segurança para a Rússia, entre outras medidas. Segundo reportagem da emissora, em situações anteriores o governo norte-americano proibiu, inclusive, equipamentos de calibragem e teste para aviões. O porta-voz do Escritório de Relações Exteriores do Reino Unido afirmou que as sanções aplicadas à Rússia são "bem-vindas". Londres também classificou a medida como "uma mensagem inequívoca" ao governo Putin. Antes das sanções impostas pelos EUA, o Reino Unido já havia anunciado medidas, inclusive a expulsão de diplomatas russos vivendo no país. A Rússia respondeu com a mesma atitude. Envenenamento em casa Policiais fazem guarda na entrada de conjunto habitacional em Amesbury, no sul da Inglaterra, depois que foi confirmado que duas pessoas foram envenenadas com o agente Novichok Henry Nicholls/ Reuters Sergei e Yulia se envenenaram em março depois que a substância Novichok contaminou a porta da casa onde eles moravam em Salisbury, no sul da Inglaterra. Um policial também precisou de atendimento por contaminação com o Novichok. Ele ficou em estado grave, mas sobreviveu. Investigadores britânicos acreditam que russos podem ter usado uma substância para ferir Skripal como vingança por sua traição, disse uma fonte de segurança norte-americana que falou sob condição de anonimato à Reuters. Dawn Sturgess, de 44 anos, e Charlie Rowley, de 45, foram socorridos em sua casa em Amesbury, no sul da Inglaterra Reprodução/Facebook Meses depois, na mesma cidade, um casal britânico também apresentou sintomas de contaminação. Dawn Sturgess, 44 anos, não resistiu ao envenenamento e morreu. As sanções vêm em um momento complicado para as relações entre os EUA e a Rússia. A Casa Branca admitiu que os russos tentam interferir no processo eleitoral norte-americano, mesmo com os acenos do presidente Donald Trump a Vladimir Putin depois do encontro em Helsinque, em julho.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira (8) que vai impor sanções ao governo da Rússia, de Vladimir Putin, pelo envenenamento do ex-agente russo Sergei Skripal e sua filha, Yulia. O incidente ocorreu em 4 de março, na Inglaterra, e ambos sobreviveram.

A porta-voz do departamento, Heather Nauert, disse à Reuters que o governo da Rússia usou armas químicas ou biológicas "contra seus próprios compatriotas" e "violando a lei internacional". O governo russo nega as acusações.

Saiba o que é o Novichok

Yulia Skripal, filha do ex-espião russo Serguei Skripal, posa para foto durante entrevista no dia 23 de maio em Londres (Foto: Dylan Martinez/Pool via AP)

As sanções começarão a ser aplicadas em 22 de agosto. De acordo com a emissora de televisão NBC, os EUA vão banir permissões para a exportação de bens importantes de segurança para a Rússia, entre outras medidas. Segundo reportagem da emissora, em situações anteriores o governo norte-americano proibiu, inclusive, equipamentos de calibragem e teste para aviões.

O porta-voz do Escritório de Relações Exteriores do Reino Unido afirmou que as sanções aplicadas à Rússia são "bem-vindas". Londres também classificou a medida como "uma mensagem inequívoca" ao governo Putin.

Antes das sanções impostas pelos EUA, o Reino Unido já havia anunciado medidas, inclusive a expulsão de diplomatas russos vivendo no país. A Rússia respondeu com a mesma atitude.

Envenenamento em casa

Policiais fazem guarda na entrada de conjunto habitacional em Amesbury, no sul da Inglaterra, depois que foi confirmado que duas pessoas foram envenenadas com o agente Novichok (Foto: Henry Nicholls/ Reuters)

Sergei e Yulia se envenenaram em março depois que a substância Novichok contaminou a porta da casa onde eles moravam em Salisbury, no sul da Inglaterra. Um policial também precisou de atendimento por contaminação com o Novichok. Ele ficou em estado grave, mas sobreviveu.

Investigadores britânicos acreditam que russos podem ter usado uma substância para ferir Skripal como vingança por sua traição, disse uma fonte de segurança norte-americana que falou sob condição de anonimato à Reuters.

Dawn Sturgess, de 44 anos, e Charlie Rowley, de 45, foram socorridos em sua casa em Amesbury, no sul da Inglaterra (Foto: Reprodução/Facebook)

Meses depois, na mesma cidade, um casal britânico também apresentou sintomas de contaminação. Dawn Sturgess, 44 anos, não resistiu ao envenenamento e morreu.

As sanções vêm em um momento complicado para as relações entre os EUA e a Rússia. A Casa Branca admitiu que os russos tentam interferir no processo eleitoral norte-americano, mesmo com os acenos do presidente Donald Trump a Vladimir Putin depois do encontro em Helsinque, em julho.

Donald Trump Estados Unidos Inglaterra Reino Unido Rússia Vladimir Putin

Fonte:G1

TAGS

COMENTÁRIOS(0)

*Obs:Os comentários são de inteira reponsabilidade dos usuários, de acordo com os Termos de Uso.

ENCONTRE-NOS:+