A B c D E F G H

Bolsonaro é eleito e fala em respeitar Constituição; Haddad diz que tem tarefa de defender liberdades. Jornais de segunda (29)

Bolsonaro é eleito e fala em respeitar Constituição; Haddad diz que tem tarefa de defender liberdades. Jornais de segunda (29)
Nenhum comentário.
O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) venceu as eleições deste domingo (28) e será o próximo Presidente da República, a partir de 1º de janeiro de 2019

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) venceu as eleições deste domingo (28) e será o próximo Presidente da República, a partir de 1º de janeiro de 2019. Os principais jornais repercutem o assunto e fazem uma análise da votação apurada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O Globo lembra que Bolsonaro teve 57,7 milhões de votos, o que representa 55,1% dos votos válidos. O adversário Fernando Haddad (PT) teve 47 milhões de votos e 44,8% do total de votos válidos. O matutino dá detalhes do primeiro pronunciamento de Bolsonaro após a vitória e enfatiza que o novo presidente prometeu defender a Constituição, a democracia e a liberdade.

Ele declarou que promete governar com os olhos “nas futuras gerações e não na próxima eleição”. Além disso, Bolsonaro afirmou ter recebido uma ligação de Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, e declarou que quer reduzir o peso do Estado. “Bolsonaro é eleito presidente”, informa a manchete do Globo.

A Folha de S.Paulo afirma que a eleição de Bolsonaro põe fim a 22 anos de governos do PSDB e do PT no Brasil e ressalta que o deputado falou em “desamarrar” a economia brasileira durante seu primeiro discurso oficial. O matutino destaca que o militar ganhou a eleição sem ter feito debates e com uma campanha de baixo custo, veiculada sobretudo nas redes sociais.

A Folha dá ênfase ao discurso de Fernando Haddad após a derrota nas urnas e informa que o petista não cumprimentou Bolsonaro. Haddad disse que sua tarefa será o de defender liberdades e fazer oposição ao novo governo. E lembrou, após o discurso, que o militar da reserva disse que o prenderia se ganhasse a eleição.

“Nós temos uma tarefa enorme no país que é, em nome da democracia, defender o pensamento, defender as liberdades desses 45 milhões de brasileiros que nos acompanharam até aqui”, discursou Haddad. “Bolsonaro presidente”, diz a manchete da Folha.

O percentual de votos nulos nestas eleições chegou a 7,4% e é o maior índice registrado desde 1989. No total, 8,5 milhões de eleitores anularam seu voto, representando um aumento de 60% em relação ao 2º turno da última eleição, em 2014.

A soma dos votos nulos, brancos e abstenções totaliza 42,1 milhões de eleitores que não escolheram nenhum candidato nas urnas neste domingo. Os maiores colégios eleitorais do Brasil, São Paulo e Minas Gerais, tiveram 10% e 10,6% de votos nulos, respectivamente.

O Estado de S.Paulo também dá destaque ao primeiro pronunciamento de Bolsonaro após a divulgação do resultado das eleições e afirma que o militar prometeu fazer reformas, cortar privilégios e enxugar a máquina administrativa.

O Estadão mostra que o discurso oficial de Bolsonaro foi realizado após o militar falar de improviso na internet, por meio de sua rede social. Ele é o terceiro militar a ser eleito por voto direto para comandar o país, desde 1945.

O matutino também comenta o discurso de Fernando Haddad e mostra que o petista pediu coragem aos que votaram nele. “Bolsonaro é eleito e promete reformas, liberdades e democracia”, sublinha o título principal do Estadão.



Fonte:G1

TAGS

COMENTÁRIOS(0)

*Obs:Os comentários são de inteira reponsabilidade dos usuários, de acordo com os Termos de Uso.

ENCONTRE-NOS:+