A B c D E F G H

Jovem é morta por asfixia em Nova Iguaçu. Namorado é principal suspeito

Jovem é morta por asfixia em Nova Iguaçu. Namorado é principal suspeito
20 
Estudiosa e bastante caseira, Luane Yasmin Antunes, de 20 anos, sonhava ser psicóloga

"Minha filha era ótima, mal saía de casa, só queria saber de estudar. Ela fez o Enem e estava confiante de que ia passar. Até agora não acredito no que aconteceu" desabafa a mãe da jovem, Cláudia Antunes, de 47 anos. De acordo com a dona de casa, a filha estava com o namorado há dois anos, e no início ele se mostrou uma pessoa legal, mas aos poucos mudou o comportamento. "Ele era muito simpático no início do namorado, mas desde que ela ficou grávida, suas atitudes mudaram. Ele mal falava comigo, estava estranho" lembra. Luane foi encontrada morta por um familiar, com dois sacos amarrados na cabeça. Ele sentiu um forte cheiro de gás vindo da casa da vítima. O filho do casal, de apenas 40 dias, estava com a mãe e por pouco não morreu. "O Lucas também queria matar o filho. Ele abriu os botijões de gás, fechou toda a casa e foi embora. Minha filha foi asfixiada. Uma crueldade sem tamanho ", diz Cláudia, que conta com a ajuda do neto para seguir em frente: "Só estou em pé por causa dele, meu brigadeirinho". De acordo com a Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), que investiga o caso, Lucas está foragido. Imagens de segurança próxima casa da mãe de Lucas vão ser analisadas para ajudar na investigação.

Fonte: Central de Jornalismo

TAGS

COMENTÁRIOS

ENCONTRE-NOS:+