A B c D E F G H

Mulher em estado vegetativo há mais de 10 anos dá à luz em clínica nos EUA; polícia investiga estupro

Mulher em estado vegetativo há mais de 10 anos dá à luz em clínica nos EUA; polícia investiga estupro
4 
Segundo fonte da família, a Hacienda HealthCare, em Phoenix, no Arizona, mudou a política de segurança após o caso

A polícia de Phoenix, no Arizona, EUA, está investigando um possível estupro em uma clínica, após uma paciente, em estado vegetativo há mais de dez anos, ficar grávida. A mulher deu à luz no dia 29 de dezembro de 2018.

Familiares informaram que a vítima é paciente da Hacienda HealthCare por pelo menos uma década após um afogamento que a deixou em estado vegetativo.

"Nenhum dos funcionários estava ciente de que ela estava grávida até o momento que ela estava dando à luz", disse uma fonte da família ao jornal Fox. “Pelo que me disseram, ela estava gemendo. E eles não sabiam o que havia de errado com ela ”, disse a fonte. Ela ainda informou que soube pela clínica que o bebê está saudável e que uma enfermeira que estava no local ajudou no parto.

Segundo a fonte, a vítima não tinha a menor chance de se defender de uma tentativa de estupro e nem de comunicar que estava grávida. De acordo com a Brain Foundation, uma pessoa é considerada em estado vegetativo quando está acordada, mas sem mostrar sinais de consciência.

A clínica informou aos familiares que mudou o protocolo de atendimento e disse que, sempre que um funcionário precisar entrar no quarto de uma paciente, será acompanhado de alguma funcionária com ele.

Em comunicado, a clínica informou que não fornece informações sobre o caso de nenhum paciente “devido a leis de privacidade” e também não comenta sobre investigações em andamento.

Já o Departamento de Saúde do Arizona afirmou que está "ciente dessa situação e trabalhando ativamente com a polícia local em sua investigação criminal".

var allowInteraction = 1; window.cdaaas.SETTINGS = Object.assign({COMMENTS_ALLOW_INTERACTION: allowInteraction}, window.cdaaas.SETTINGS);

Fonte: G1

TAGS

COMENTÁRIOS

ENCONTRE-NOS:+