A B c D E F G H

Nova Iguaçu: Cachoeira de Tinguá fica proibida para visitação de banhistas pelo Ministério Público Federal

Nova Iguaçu: Cachoeira de Tinguá fica proibida para visitação de banhistas pelo Ministério Público Federal
46 
O Ministério Público Federal (MPF) informou que são proibidos a visitação e a recreação (banhistas) na cachoeira da Reserva Ecológica do Tinguá, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense

Em nota, o MP informou que, pela lei, a Reserva Biológica do Tinguá é uma unidade de conservação de proteção integral, o que torna a visitação proibida, exceto quando houver objetivo educacional ou para atividades de pesquisas devidamente autorizadas pelo ICMBio.

"Desta forma, a visitação e a recreação na Reserva Biológica do Tinguá são proibidas. A demanda por balneários fluviais da população que frequenta Tinguá pode ser suprida pelos sítios de lazer do entorno. 

O Ministério Público Federal já solicitou ao ICMBio que intensifique a fiscalização na região para prevenir que os frequentadores da região avancem sobre a área da reserva", diz a nota.

Na sexta-feira da semana passada, o EXTRA fez uma reportagem mostrando o grande número de frequentadores que passaram a frequentar a cachoeira, que fica a 15 quilômetros do Centro de Nova Iguaçu e tornou-se um verdadeiro refúgio para turistas e moradores da cidades que querem se refrescar em meio a ondas de calor que provocam sensação térmica de até 60 graus.

Para se refrescar, as pessoas colocam mesas e cadeiras dentro das águas límpidas da reserva. 

Além dos moradores de Nova Iguaçu e das cidades vizinhas, a cachoeira do Tinguá também tem atraído turistas de fora do Rio de Janeiro.


Fonte: Baixada Viva Notícias

TAGS

COMENTÁRIOS

ENCONTRE-NOS:+