A B c D E F G H

Odebrecht Rodovias confirma venda de 85% da Rota das Bandeiras, que administra o Corredor Dom Pedro

Odebrecht Rodovias confirma venda de 85% da Rota das Bandeiras, que administra o Corredor Dom Pedro
0 
Operação ainda precisa de aval do Cade e da Artesp

A Odebrecht Rodovias, empresa controlada pela Odebrecht TransPort, confirmou, nesta quinta-feira (31), que assinou um contrato com um fundo de investimentos para a venda de 85% da participação na Concessionária Rota das Bandeiras, responsável pela administração dos 297 quilômetros de rodovias do Corredor Dom Pedro, no interior paulista.

De acordo com a empresa, a conclusão da transação ainda precisa de validação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

A corporação não confirmou os valores do negócio, indicando a empresa Farallon, que seria uma das compradoras, para fornecer mais informações sobre o contrato de compra e venda. Segundo a Odebrecht, as condições e os termos do negócio seguem mantidos em confidencialidade.

O G1 entrou em contato com a Farallon Capital Management (LLC), mas não obteve resposta até esta publicação. Sediada em San Francisco, nos Estados Unidos, mas com escritório em São Paulo, a Farallon se define como "uma empresa global de gestão de ativos institucionais", ou seja, ela gerencia capital acionários de instituições terceiras.

A Odebrecht reforçou em nota enviada à reportagem [veja abaixo] que o processo de venda será concluído somente após as condições do acordo assinado com o Fundo de Investimentos SCP 1335 se concretizarem.

O G1 também aguarda retorno da Artesp sobre os impactos da transação para o serviço.

O Corredor Dom Pedro

A Rota das Bandeiras, fundada em 2009, é responsável pelas rodovias Dom Pedro I (SP-065), Zeferino Vaz (SP-332), Constâncio Cintra (SP-360), Romildo Prado (SP-063) e o Anel Viário Prefeito José Roberto Magalhães Teixeira (SP-083).

A Rota das Bandeiras assumiu a concessão das rodovias do Corredor Dom Pedro em abril de 2009, pelo prazo de 30 anos. Neste período, segundo o contrato, serão investidos R$ 3,5 bilhões em obras de manutenção, recuperação e modernização.

O Corredor Dom Pedro está em um ponto estratégico para escoamento da produção nacional, já que liga a região de Campinas com o Vale do Paraíba, Litoral Norte e o Circuito das Frutas.

A Rota das Bandeiras assumiu a administração do Corredor Dom Pedro em 3 de abril de 2009, por meio de um contrato de concessão firmado com o Governo do Estado de São Paulo, com validade de 30 anos.

A Rota das Bandeiras tem 17 cidades em sua área de concessão: Artur Nogueira, Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Campinas, Conchal, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Igaratá, Itatiba, Jacareí, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Mogi Guaçu, Nazaré Paulista, Paulínia e Valinhos.

Nota da Odebrecht Rodovias

"A Odebrecht Rodovias, empresa controlada pela Odebrecht TransPort, informa a assinatura de contrato de compra e venda com o Fundo de Investimentos SCP 1335 para a venda de 85% de sua participação na Concessionária Rota das Bandeiras, responsável pela administração das rodovias do Corredor Dom Pedro, no interior de São Paulo. A conclusão da transação está sujeita a condições precedentes, entre elas validação junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica – CADE e da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – ARTESP. Os demais termos e condições seguem mantidos em confidencialidade.

São as informações públicas alinhadas com o fato relevante. Apenas reforço que a venda será somente concluída após estas condições previstas no acordo que foi assinado com o fundo citado na nota.", diz o texto.

Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Campinas var allowInteraction = 1; window.cdaaas.SETTINGS = Object.assign({COMMENTS_ALLOW_INTERACTION: allowInteraction}, window.cdaaas.SETTINGS);

Fonte: G1

TAGS

COMENTÁRIOS

ENCONTRE-NOS:+